passarinhos

morreu o manoel de barros. seria razão para mandar o mundo à merda não fosse o medo de aleijar os ouvidos do menino que passou a vida a espantar-se. só nos resta continuar a repetir todos os dias que o nosso quintal é maior do que o mundo.